Precisa de ajuda? Contatar
Benefícios da magnetoterapia para o tratamento da discopatia

Benefícios da magnetoterapia para o tratamento da discopatia

A discopatia é uma condição que ataca ao nível da coluna vertebral. Manifesta-se, especificamente, como o desgaste da estrutura óssea dos discos intervertebrais, ou seja, aqueles que protegem as vértebras de impactos ou colisões entre si. Trata-se de uma doença degenerativa que, à medida que progride, pode causar muita dor a quem padece da mesma.

Na medicina, várias terapias têm sido usadas para tratá-a, incluindo a magnetoterapia.

No artigo de hoje, vamos analisar um pouco os benefícios da magnetoterapia para o tratamento da discopatia. Vamos começar!

Quais são os benefícios da magnetoterapia para o tratamento da discopatia?

No século passado, aplicavam-se métodos mistos na medicina para o tratamento de discopatias – farmacológico, terapias manuais, terapias físicas, etc.–, entre elas, a magnetoterapia, que, num nível geral, tem dado excelentes resultados. O ceticismo das pessoas em relação a este tratamento existe, mas a magnetoterapia é realmente eficaz como tratamento?

Há algum tempo escrevemos este artigo “A magnetoterapia funciona ou é um conto de fadas?”, que o convidamos a ler se ainda tiver dúvidas sobre se a magnetoterapia funciona como tratamento.

Porque é que o uso da magnetoterapia é importante no tratamento da discopatia?

A discopatia aparece na maioria dos casos devido ao envelhecimento. À medida que uma pessoa se torna mais adulta e faz movimentos durante toda a sua vida, a fricção entre as vértebras enfraquece e desgasta os discos entre elas até que praticamente desaparecem.

Isto faz parte de um processo degenerativo e é normal nas pessoas.

Infelizmente, a discopatia não tem uma cura definitiva, mas existem maneiras de se sentir melhor e retardar a deterioração dos ossos. As terapias físicas fazem parte do tratamento principal para atacar esta condição que é frequentemente sofrida a partir dos 60 anos de idade e cujo sintoma principal é a dor nas costas.

A magnetoterapia, utilizada em combinação com outros tratamentos, é uma técnica altamente recomendada para melhorar a qualidade de vida das pessoas que sofrem desta doença. Graças aos campos magnéticos, são produzidas alterações nos iões presentes no organismo de uma pessoa, reduzindo assim a dor.

A magnetoterapia e as suas propriedades regenerativas

O efeito que a magnetoterapia tem sobre o organismo é tão valorizado pelos utilizadores e pessoal de saúde que a inclusão de equipamentos de magnetoterapia como parte do tratamento intensivo se tem tornado cada vez mais popular.

A magnetoterapia ataca diretamente o envelhecimento dos discos, que eventualmente deixam de se lubrificar porque as células não se regeneram. Esta técnica estimula a nossa corrente sanguínea, a superfície e ajuda as células a regenerarem-se. Dessa forma, com o diagnóstico precoce, a condição pode ser tratada precocemente e é possível retardar a progressão da doença.

Experimente o equipamento de magnetoterapia I-Tech

Os aparelhos de magnetoterapia I-Tech favorecem a recuperação de pacientes com discopatia e outras doenças músculo-esqueléticas, agindo exatamente onde cada um precisa. Isto é conseguido graças aos solenoides. Dependendo da doença a tratar, é aconselhável utilizar um ou outro: solenoides cilíndricos, almofadas terapêuticas, par de solenoides, etc.

Para tratar a discopatia, é necessário exercer pressão sobre as zonas lombares que, combinada com a aplicação da magnetoterapia, estimula os tecidos e fornece oxigénio às células para que estas se regenerem.

Os pacientes afetados por esta doença demonstraram melhorias e um aumento da sua qualidade de vida graças ao tratamento utilizado que combina métodos físicos manuais e a magnetoterapia.

Partilhe esta publicação